Hoje é sexta-feira, 12 de abril de 2024

Cooperativistas fluminenses visitam o Vale do Silício, nos Estados Unidos

Aprender novas estratégias, modelos de negócios disruptivos, as tendências do mercado de trabalho, formas de gestão inovadoras e se conectar com altos executivos e players americanos com potencial de negócios e parcerias internacionais. Esta foi o mote da Missão Internacional Vale do Silício, promovida pelo Sistema OCB/RJ, em parceria com a StartSe, entre os dias 11 e 15 de março, em Palo Alto (EUA).

O Vale do Silício é o polo de tecnologia e inovação de maior referência no mundo. Foi nesta região que empresas de alta tecnologia, como Google, Apple, Netflix, Microsoft, Facebook, Tesla e Dell, nasceram. Contudo, o Vale do Silício não é apenas um lugar. Ao todo, 26 profissionais que atuam nas cooperativas do estado do Rio de Janeiro – e tenham ligação com a área da tecnologia ou estejam coordenando projetos de inovação – integraram a comitiva.

Ao longo dos dias de Missão, os cooperativistas fluminenses entenderam os elementos que constituem o hub de inovação e a cultura que o permeia, viram tendências de tecnologia e modelos de negócios que ainda não chegaram no Brasil e ganharam visão de mercado ao conhecer os erros e acertos de profissionais que atuam no dia a dia do ecossistema.

O presidente do Sistema OCB/RJ, Vinicius Mesquita, disse que a Missão foi uma experiência transformadora para o cooperativismo fluminense. Ele acrescentou que “o fato de os representantes de cooperativas estarem no coração da inovação e tecnologia permitiu ver de perto como as ideias se transformam em soluções que mudam o mundo. Esta imersão não foi apenas sobre aprender as últimas tendências em tecnologia e negócios, mas também sobre entender a importância da cultura empresarial no fomento da inovação. E tenho a convicção de que nossas cooperativas colocarão em prática o que foi apresentado na Missão”.

O diretor da Coopas, Rafael Figueiredo, foi um dos profissionais presentes à Missão, que passou pela Universidade de Stanford, Plug and Play, Nvidia, Circuit Launch. “Durante o treinamento aconteceu muito papo sobre inovação, IA, disrupção, propósito, ambientes colaborativos, busca pela simplicidade, transversalidade e tantos outros assuntos, com aulas com grandes executivos, investidores de empresas, que ajudaram a vivenciar a cultura empreendedora do Vale”, acrescentou Figueiredo.

Crédito das Fotos: Coopas